04.01.2017
Saúde
Evite riscos de trombose e até infecções com pequenas atitudes
compartilhe

 
Cuidados simples antes de enfrentar muitas horas de estrada podem evitar sérios problemas de saúde. Segundo a clínica geral do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Rossana Maria Russo Funari, é importante não ficar mais de três horas sem ir ao banheiro. “Permanecer com a bexiga cheia por muito tempo pode propiciar infecções urinárias. Já em casos de acidentes, ao estar cheia de urina, a bexiga absorve o impacto da batida e pode haver ruptura do órgão com maior facilidade”, explica a especialista.

Outro cuidado que deve ser tomado durante a viagem é esticar pernas e braços sempre que possível para evitar câimbras, dores articulares, que podem permanecer mesmo após o término da vigem, ou até mesmo risco de trombose em membros inferiores. Idosos, obesos, portadores de doenças crônicas ou quem já teve episódios de trombose no passado são mais suscetíveis a problemas de circulação.

“A principal causa da doença é o baixo fluxo sanguíneo e a dificuldade do retorno do sangue pelas veias devido ao longo período que o passageiro permanece sentado, propiciando a formação de coágulos”, explica Rossana Funari. “Para quem se encontra imobilizado com gesso ou tala nos membros inferiores ou superiores, é recomendável, em alguns casos, tomar anticoagulantes antes da viagem”, reforça a médica.

Longas viagens também prejudicam a coluna. Nesta situação, é fundamental manter as costas sempre retas e evitar ficar com o pescoço curvado. Almofadas podem ajudar a manter a postura correta. Enjoos também ocorrem em algumas pessoas que apresentam sensibilidade do labirinto a movimentações do ambiente e a alterações de postura. Medicações devem ser tomadas antes da viagem para maior conforto e para diminuir os sintomas, como vontade de vomitar, tonturas e dores de cabeça.

Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos

Localizado ao lado do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, o Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos atua em mais de 50 especialidades e conta com cerca de 1.400 médicos. Realiza aproximadamente 12 mil procedimentos cirúrgicos, 13 mil internações, 230 mil consultas ambulatoriais, 145 mil atendimentos de Pronto-Socorro e 1,45 milhão de exames por ano. Dentre os selos e certificações obtidos pela instituição, destaca-se a Acreditação Hospitalar Nível 3 - Excelência em Gestão, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA) e o Prêmio Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil, conquistado pelo sexto ano consecutivo em 2016.

comentários
Seja o primeiro a comentar
deixe seu comentário
Aviso aos navegantes: os comentários são parte fundamental de qualquer site. Com eles, os internautas podem ampliar o debate, complementar as notícias publicadas e tecer críticas e elogios. Por isso não queremos transformar esse espaço em palanque, nem contra e nem a favor. Nós não publicamos comentários com palavrões ou agressões gratuitas, comentários fora do assunto ou com auto-propaganda ou propaganda de terceiros. O Portal O Taboanense reserva-se o direito de, independentemente de qualquer aviso ao autor, EXCLUIR qualquer comentário que, a seu exclusivo critério, considere ofensivo ao seu pessoal ou a qualquer terceiro, bem como a bloquear o acesso de qualquer usuário ao espaço de comentários, caso julgue necessário. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal O Taboanense. Os autores dos comentários são civil e criminalmente responsáveis por publicar qualquer conteúdo que viole a lei (incluindo crimes contra a honra, ameaça, preconceito e discriminação).
Por favor aguarde, enviando comentário.
Comentário enviado com sucesso. Obrigado.
oferecimento
  • publicidade
    Firme junto ao povo